Governo e Robbins acertam nova fábrica

30 de Junho de 2012

A construção da estrutura poderá ser iniciada em quatro meses e deve durar cerca de seis meses

Enquanto luta para “emplacar” a implantação de uma montadora de automóveis no Ceará, o governo do Estado fecha as negociações com a empresa norte -americana Robbins Company para construção de uma montadora de tuneladoras, no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (Cipp), em terreno de cinco hectares, situado entre a Cimenteira Apodi e a empresa de aerogeradores Wobben Windpower.


Ontem, foi assinado o contrato para construção das quatro tuneladoras que irão escavar os túneis da linha leste do metrô de Fortaleza Foto: Divulgação

A instalação da planta fabril foi fechada ontem, pelo governador Cid Gomes e o presidente da Robbins, Lok White, minutos antes da assinatura do contrato para construção das quatro tuneladoras que irão escavar os túneis da linha leste do metrô de Fortaleza, que irá interligar o Centro ao bairro Edson Queiroz.

A Robbins foi a vencedora da licitação da secretaria Estadual de Infraestrutura (Seinfra), para a compra dos equipamentos conhecidos como “tatuzões”,no valor de R$128,2 milhões. A perspectiva do governo é que duas tuneladoras, ou parte delas, sejam montadas na nova fábrica, na qual estão previstos investimentos privados da ordem de R$ 20 milhões.

Fase inicial

Segundo o diretor da Pentagonal Consultoria e procurador da Robbins, Aécio Gonçalves, o projeto arquitetônico da montadora ainda está em fase de elaboração, devendo estar concluído nos próximos 20 a 30 dias, após o que serão solicitadas as licenças ambientais prévias (LP) e de instalação (LI), na Semace. Para Gonçalves, “a liberação das licenças será rápida, porque a montadora será instalada entre duas empresas já instaladas no Cipp”.

Conforme acrescentou, se tudo transcorrer normalmente, a construção da fábrica poderá ser iniciada em quatro meses. “A construção será rápida, deve levar uns seis meses, será toda pré-moldada”, aposta Gonçalves. Inicialmente, informa, a planta fabril irá montar partes de duas, das quatro tuneladoras que a Robbins irá construir na Fábrica de Ohio, nos Estados Unidos.

Incentivos

De acordo ainda com o procurador, a empresa norte-americana leva cerca de seis meses para montar um “tatuzão”, tempo que certamente será estendido aqui, diante da inexistência e fornecedores de máquinas e equipamentos próximos ao empreendimento e ao próprio Estado. “A montadora de Ohio já opera com uma cadeia produtiva no seu entorno”, justificou.

Gonçalves informa ainda, que a Robbins já negociou com o governo cearense desoneração de 75% do ICMS, por meio do Fundo de Desenvolvimento Industrial (FDI) e que irá solicitar, à União, isenção de 25% no frete de Marinha Mercante. “Redução de Imposto de renda só podemos pedir dois anos após o início da produção”, antecipou.

Prazo

12 meses será o tempo de fabricação e montagem das quatro tuneladoras, que irão perfurar os túneis do metrô da linha Leste de Fortaleza

 

Fonte: Diário do Nordeste