Superintendente no CE tem de aplicar R$ 800 mi até o fim do ano

25 de Outubro de 2012

Superintendência do Ceará do Banco do Nordeste (BNB) tem de aplicar R$ 800 milhões de recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) até o final do ano. Isso representa quase 50% do total destinado ao Estado, R$ 1,7 bilhão. A afirmação foi feita pelo superintendente João Robério Messias, nomeado na última segunda-feira (2), em entrevista exclusiva ao O POVO.

Messias garante que a meta será cumprida, já que as operações de crédito com recursos do FNE que aguardam análise superam o volume disponível. “Devemos até deixar alguma para o ano que vem”.

Questionado se dois meses seriam suficientes para conclusão dos processos, ele disse que a análise está mais ágil na gestão do presidente Ary Joel Lanzarin, empossado em setembro. “Ele limitou o tempo que o processo tem que ficar em cada setor. Antes, era determinado apenas o tempo total da operação”, explicou.

Como exemplo do novo ritmo da esteira de crédito, ele mencionou que o volume das operações dobrou em dois meses. Até agosto, conforme disse, as operações de longo prazo estavam em cerca de R$ 450 milhões, atingindo pouco mais de R$ 900 milhões em outubro.

Apesar da agilidade, ressalta o superintendente, os critérios para concessão de crédito não mudaram, mas estão melhor operacionalizados. “Não abrimos mão da cautela”, ratifica.

Infraestrutura
Financiamento para projetos estruturantes no Ceará também tramitam pelas instâncias do BNB, com a demanda de uma companhia telefônica em análise. Se aprovada, a operação marcará o retorno do Banco a projetos de infraestrutura, que não apareceram no balanço semestral da Instituição.

Messias disse que projetos de eólica também estão no pleito por financiamento, mas que o BNB espera posicionamento do Governo Federal para retomá-los. “Até lá, nada muda”, diz.

A correria para atingir a meta de aplicação de recursos do FNE, destinados a investimentos de longo prazo, não se repete nos financiamentos com recursos próprios da Instituição. Do orçamento anual de R$ 1,9 bilhão, as operações contratadas somam R$ 1,4 bilhão. “São operações mais simples”.

De acordo com Messias, o foco da revisão dos processos do banco está sobre as operações de até R$ 200 milhões, maioria no BNB.

Quem

ENTENDA A NOTÍCIA

O alagoano João Robério Messias assumiu a superintendência do BNB no Ceará na última segunda-feira. Antes de chegar ao Ceará, ele teve passagens por cargos nos estados de Alagoas, Bahia e Paraíba.

SERVIÇO

Veja lista dos programas com recursos do FNE

Site: http://www.bnb.gov.br/content/aplicacao/Produtos_e_Servicos/Os_Programas/gerados/programas_fne.asp

Fonte: O Povo

http://www.opovo.com.br/app/opovo/economia/2012/10/25/noticiasjornaleconomia,2942280/superintendente-no-ce-tem-de-aplicar-r-800-mi-ate-o-fim-do-ano.shtml